CONTROLE INTERNO

LEGISLAÇÃO


ITIPREV

INFORMATIVO

Outubro Rosa é promovido nas unidades de Estratégia Saúde da Família (ESF)

O Outubro Rosa, campanha mundial realizada anualmente para a prevenção do câncer de mama, está sendo promovida nas unidades de Estratégia Saúde da Família (ESF) de Itiquira e Ouro Branco do Sul, desde o dia 03 e vai até 28 de outubro, pela Prefeitura Municipal, por meio da Secretaria Municipal de Saúde.

outubro-rosa-4

Enfermeira Agda Ramalho – Foto/Alessandro Ferreira

A campanha Outubro Rosa no município conta com palestras, atividades educativas e atendimento à saúde da mulher. “É de extrema importância conhecer os riscos, sintomas e os serviços que estão disponíveis para a mulher no Sistema Único de Saúde (SUS), como Mamografia em mulheres de 50 a 69 anos e coleta de Papanicolau, assim como exame clínico das mamas nas unidades de Saúde da Família”, ressaltou a enfermeira Agda Ramalho.

No Brasil, 2 milhões de mulheres são diagnosticadas com o câncer por ano, segundo dados do Hospital Albert Einstein. Segundo o Instituto Nacional de Câncer (Inca), os principais sinais e sintomas do câncer de mama são: caroço (nódulo) fixo, endurecido e, geralmente, indolor; pele da mama avermelhada, retraída ou parecida com casca de laranja; alterações no bico do peito (mamilo); pequenos nódulos na região embaixo dos braços (axilas) ou no pescoço; saída espontânea de líquido dos mamilos. “Ao identificarem alterações persistentes nas mamas, as mulheres devem procurar imediatamente um serviço para avaliação diagnóstica. No entanto, tais alterações podem não ser câncer de mama”, frisou a enfermeira.

“Todas as mulheres, independentemente da idade, podem conhecer seu corpo para saber o que é e o que não é normal em suas mamas. É importante que as mulheres observem suas mamas sempre que se sentirem confortáveis para tal, seja no banho, no momento da troca de roupa ou em outra situação do cotidiano, sem técnica específica, valorizando a descoberta casual de pequenas alterações mamárias. A maior parte dos cânceres de mama é descoberta pelas próprias mulheres”.

Além de estarem atentas ao próprio corpo, também é recomendado que mulheres de 50 a 69 anos façam uma Mamografia de rastreamento (quando não há sinais nem sintomas) a cada dois anos. Esse exame pode ajudar a identificar o câncer antes do surgimento dos sintomas. Mulheres com risco elevado para câncer de mama devem conversar com o seu médico para avaliação do risco para decidir a conduta a ser adotada. As unidades de Saúde da Família estão à disposição para atendimento às mulheres sempre, em especial neste mês de outubro. Compareça ao serviço, acompanhe sua saúde, previna o câncer de mama.

Ações na ESF Central e Elízio de Souza Brito.

 

 


Todas as matérias podem ser reproduzidas, desde que citadas as fontes. As fotografias, além da fonte, devem ser creditadas com o nome do autor.