CONTROLE INTERNO

LEGISLAÇÃO


ITIPREV

INFORMATIVO

Palestras marcam semana de combate à exploração sexual em Itiquira

DSCN9979 (Large)A Prefeitura de Itiquira através da Secretaria de Assistência Social realizou várias palestras sobre o combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes entre os dias 12 e 16 de Maio no Plenário da Câmara Municipal, zona rural e comunidade de Ouro Branco do Sul. Em parceria com Conselho Tutelar e Secretaria de Educação, o objetivo foi alertar sobre a importância da proteção aos mais jovens.

As palestras reuniram centenas de alunos, que eram trazidos de ônibus até o local do evento. Na sede do Município e na Escola São João Batista, localizada na zona rural, as palestras foram ministradas pelo Psicólogo da Secretaria de Assistência Social Luiz Gustavo Michelini juntamente com a Conselheira Adriana Vasconcelos. Já na comunidade Ouro Branco do Sul fora a Psicóloga Rogéria Batista Bortoli juntamente com a Conselheira  Lília Regina Gomes quem fizeram a palestra.

DSCN9923 (Large)De forma simples fora passado às crianças e adolescentes, a maneira como devem agir diariamente, além de vários vídeos sobre o tema. As palestras também chamaram atenção das crianças e dos adolescentes para acesso internet, cuidados com publicação de fotos e com quem fala na rede, sempre orientado a criança a denunciar no dia a dia, qualquer um que as leves ao Exibicionismo, Voyerismo e Pornografia

De acordo com Luiz Gustavo, a violência sexual trata-se de um problema social e a população precisa ser estimulada a denunciar esse tipo de crime. “Esse é um crime que precisa ser combatido não só pelo Governo, mas também pela sociedade. Que ela possa nos ajudar realizando a denúncia. Ele defende que o trabalho tem que continuar nas escolas, periodicamente com palestras, é por isso que estamos com esse trabalho de prevenção, para que a comunidade esteja alerta sobre os riscos que a criança e o adolescente está correndo”, disse.

Dia da consciência

A lei federal 9.970/2000 instituiu o dia 18 de maio como o Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual, após uma forte mobilização da população em decorrência de um crime ocorrido em 1973, onde uma garota foi sequestrada, espancada, estuprada, drogada, assassinada e desfigurada por ácido. Os assassinos jamais foram punidos.


Todas as matérias podem ser reproduzidas, desde que citadas as fontes. As fotografias, além da fonte, devem ser creditadas com o nome do autor.